ziraldo4Nada melhor que passar o Dia do Quadrinho Nacional na companhia do mestre Ziraldo. Ele esteve em Brasília ontem, sexta-feira (30/1), no Brasília Alvorada Hotel, para comemorar o aniversário de 50 anos da Turma do Pererê. Ziraldo trouxe com ele a turma de amigos de infância que o inspirou a criar a Turma do Pererê. Estavam lá: Macaco Alan, Onça Galileu, Tatu Pedro Vieira, Jabuti Moacyr, Quiquica Senhora João-de-Barro. Foi na revista O Cruzeiro, em 1959 que a Turma do Pererê foi publicada pela primeira vez.

 

 

Ziraldo ao lado das crianças, a turma de amigos atrás e eu no canto dando uma de papagaio de pirata

Ziraldo ao lado das crianças, a turma de amigos atrás e eu no canto dando uma de papagaio de pirata

Eu e Karla fomos lá sem saber direito se poderíamos entrar. O espaço da palestra estava quase vazio, por esse motivo acabou todo mundo indo para o restaurante do hotel onde o encontro acabou sendo realizado. Ziraldo respondeu perguntas de quatro estudantes que tinham entre 9 e 10 anos e de alguns jornalistas presentes. Seus amigos da turma também falaram bastante. O mais animado era o tatu Pedro Vieira, cirurgião-dentista de Belo Horizonte, ele é o memorialista da turma.

No final, peguei autógrafos de todos e presenteei o Ziraldo com um Grosseria Refinada.

Ziraldo lendo em voz alta o texto da contra capa do Grosseria Refinada

Ziraldo lendo em voz alta o texto da contra capa do Grosseria Refinada

 

Anúncios

DIA DO QUADRINHO NACIONAL

janeiro 30, 2009

O pioneiro Angelo Agostini

O pioneiro Angelo Agostini

Dia 30 de janeiro é dia do Quadrinho Nacional. A homenagem é ao ítalo-brasileiro Angelo Agostini (1843-1910), um dos precursores das histórias em quadrinhos no mundo. Ele publicou em 30 de janeiro de 1869 “As Aventuras de Nhô Quim, ou Impressões de uma Viagem à Corte” no periódico “Vida Fluminense”. Aproveite o dia para ler aquele seu autor brasileiro preferido.

MUTARELLI NA INTERNET

janeiro 25, 2009

Autoretrato de Lourenço Mutarelli

Autoretrato de Lourenço Mutarelli

Esses dias eu estava procurando umas notícias do Lourenço Mutarelli na internet. Achei bastante coisa no You Tube: entrevistas, animações e participações dele como ator. No Google, achei um blog, coisa estranha, pois ele mesmo admite não gostar de internet. Fui olhar e descobri que se tratava do projeto Amores Expressos, onde escritores viajam para uma cidade para escrever um livro de amor. Mutarelli foi para Nova Iorque e dá seu parecer sobre a cidade entre setembro e outubro de 2007. Apesar de ser antigo, vale a pena dar um confere no http://blogdolourencomutarelli.blogspot.com/

ANGELITOS

janeiro 17, 2009

sug-angeli-auto

Antes tarde do que nunca! Demorou 10 anos para a série de desenhos animados “Angelitos” passarem na televisão e chegarem na internet. São cerca de 100 animações de 30 segundos baseadas nas tirinhas do cartunista Angeli, que são exibidas no programa “Metrópolis” da TV cultura. Algumas também podem ser vistas na internet através da TV UOL.  http://tvuol.uol.com.br/#list/type=search/q=angelitos

BRINQUEDO PUNK

janeiro 12, 2009

kidpunk1

 

Olha só que beleza! Três ícones do punk rock e hardcore receberam homenagem na forma de toy art. Vai ter punk velho dizendo que isso é uma heresia. Eu discordo, quero os três na minha estante. Até já acionei um brother na gringa pra descolar pra mim. Eles estão meio disfarçados, talvez pra não pagarem direitos autorais, mas quem curte punk rock foi fácil decifrar. Pra quem ainda não sacou qualé, o 1° (da esquerda pra direita na imagem acima) é o Black Flag, o do meio é o Sex Pistols e o 3° é o bom e velho Dead Kennedys. Eles são fabricados pela kidrobot, medem 8 polegadas e custam cerca de 50 doletas cada um.

kidpunk162

PRA COMEÇAR 2009

janeiro 8, 2009

Parece que o ano só começa mesmo depois do carnaval. Brasília está vazia de pessoas e de idéias. Sem muita opção do que fazer, resolvi diminuir minha pilha de gibis não lidos no ano passado. Muitas vezes é melhor ficar em casa lendo uma boa HQ do que sair na noite de Brasília. Vão aí duas dicas de leituras:

 

o-cabeleira

A primeira é “O Cabeleira”, adaptado do romance regionalista de Franklin Távora, escrito em 1876. O roteiro foi feito para o cinema por Hiroshi e Leandro de Assis, mas a versão para os quadrinhos chegou primeiro. A bela arte em preto e branco ficou por conta de Allan Alex.
O Cabeleira é o apelido de José Gomes, bandoleiro que tocou o terror no sertão de Pernambuco por volta de 1760, junto com o pai, Joaquim Gomes e o comparsa Teodósio. A HQ é muito cinematográfica, recheada de violência. Um faroeste nordestino de primeira qualidade.

mesmodelivery_capa2

 A segunda dica é “Mesmo Delivery”, de Rafael Grampá, o mais festejado desenhista de 2008 e vencedor do Eisner de melhor antologia. A história se passa na estrada onde um caminhão traz uma carga misteriosa. A arte é exuberante e o texto enxuto. Altamente recomendável.