GARAGEM BARULHENTA

maio 27, 2009

garagem2web

Ontem, o Teatro Garagem do SESC encheu até a tampa. A 4° edição do Projeto Rock Sem Fronteiras começou com o rock teimoso do Recausitantes. Na seqüência, o ARD mostrou seu pesado repertório abrangendo os 25 anos de serviços prestados ao hardcore brasiliense. E quem não gosta do Galinha Preta? To pra achar alguém que não dê gargalhadas com o show dos caras. Pra fechar a noite, nada mais, nada menos que Os Cabeloduro. Os caras estavam sem tocar faz tempo, mas concordaram em fazer mais uma bela apresentação com a formação original. E foi clássico atrás de clássico, deixando a sensação de voltar a ser adolescente. E no final foi só sorrisos. Essa noite ainda marcou o início das filmagens do documentário “Esfolando Ouvidos”. Eu, a produtora Larissa e uma equipe de estudantes de cinema do IESB pegamos alguns depoimentos e cenas dos shows. Aproveito para pedir a quem tiver material antigo sobre o HC do DF (fotos, vídeos e matérias), que nos empreste. E fica o convite: na última terça-feira de junho tem mais “Rock Sem fronteiras”.

Anúncios

PARABÉNS NERD!

maio 25, 2009

nerd 1

 

Parabéns nerd, hoje é o seu dia! 25 de maio é Dia do Orgulho Nerd ou Geek, pois nesta data, em 1977, o filme Star Wars estreiou nos cinemas. Então nerd, desligue um pouco o computador, vista aquela fantasia de seu personagem favorito que você tem vergonha de mostrar pros outros e saia nas ruas. Exersa o seu direito de ser nerd!

BANANADA 2009, EU FUI!

maio 24, 2009

bananada 2009

E lá fui eu em mais uma missão diplomática em divertidas terras goianas. Confesso que me desanimei ao ver a programação do Festival Bananada desse ano. Quase desisti, mas daí lembrei que a última coisa que faço nesses festivais é assistir aos shows. Peguei uns livros e um casaco e parti pra Goiânia de baú no sábado à tarde. Fui direto pro Martin Cererê e recebido pela Eline e outros monstros. Pelo que me contaram, a noite de sexta encheu bastante e a de sábado não foi diferente. Até que tentei assistir algumas bandas. Gostei das meninas da Girlie Hell e do punk HC honesto do Sangue Seco. Teve o MQN com muita cerveja no palco e latas voando e nada mais de muito interessante. Foi bom ver os amigos, descolar uns shows pro Quebraqueixo e fazer umas vendas e trocas de livros. No final, peguei uma carona com o Migué, Janaína e Daniel. Paramos num Pitydog, tostamos “um” e depois peguei o ônibus das 5 da manhã direto pra minha cama.

ROQUEIRO LITERÁRIO

maio 23, 2009

Roqueiro literário é o título do post que o amigo Fábio “Frajola” fez comigo para o blog “Notícias de Fato”. Respondi a algumas perguntas sobre Hardcore e literatura para esse interessante blog feito por estudantes de jornalismo. Quem quiser saber mais, entre no http://noticiasdefato.wordpress.com/

POESIA PICHADA

maio 21, 2009

Eu e Nicolas Behr clicado por Ivaldo Cavalcante
Eu e Nicolas Behr clicado por Ivaldo Cavalcante

Estive no lançamento do livro “Beija-me” do poeta multimídia Nicolas Behr. O livro em questão é quase um álbum de retratos do fim dos anos 70 e começo dos 80, de uma Brasília que não existe mais. São fotos de poesias e palavras de ordem pichadas nas paredes da capital e retratos dos jovens da época. Na verdade, eu queria conhecer mais a obra do poeta e na hora de comprar, acabei optando pelo livro “Poesília”, que são poemas sobre a Braxília, como o autor gosta de se chamar a cidade. Quando fui pegar a dedicatória, mostrei o livro “Esfolando Ouvidos”. Na hora, Nicolas propôs que fizéssemos uma troca de livros, pois ele tem uma biblioteca com mais de 400 livros sobre Brasília. Aceitei e levei o “Beija-me” para casa. Só ontem, peguei os dois livros com calma e me surpreendi com ambos. Vale a pena conhecer mais sobre o poeta no http://www.nicolasbehr.com.br .

AULA DE DUB

maio 16, 2009

 

mad p

Eu nunca dou muita moral pra DJ. Só por duas vezes assisti a apresentações de DJs como se fossem shows de alguma banda. A primeira foi com o Afrika Bambaataa ano passado no Centro Comunitário da UNB e a segunda foi ontem com o Mad Professor.  Dub doido da melhor no Mercado Alternativo. Para os otimistas, a casa estava meio cheia, mas todo mundo muito animado para ouvir o que Mad Professor preparou para os brasilienses. Quem foi curtiu! No fim, comprei um CD e ganhei autógrafo do cara.

TESOURA E COLA

maio 15, 2009

frauzio_paper_toy_sentado

Na mesma onda dos “Toy Art”, veio a moda dos “Paper Toy”. É só recortar e colar. O quadrinista Marcatti sai na frente de seus colegas de HQ no Brasil e libera download com o brinquedo de papel do “Frauzio”, um de seus personagens mais famosos. Conhecido por seus quadrinhos considerados por ele mesmo de “escatológicos e de gosto duvidoso”, Marcatti é um dos artistas mais respeitados do meio e está sempre pronto para surpreender. Baixe o Paper toy e conheça um pouco mais do trabalho do cara no: http://www.marcatti.com.br/quadrinhos/

paper_toy_frauzio_mostra

UMA VELA PRO BOB

maio 11, 2009

FestReg

São 28 anos sem Bob Marley. Ontem teve uma grande homenagem ao rei do reggae no Festival Reggae Raízes. O Centro Comunitário da UNB lotou, e estava do jeito que Jah gosta: muita maconha e muitas gostosas. O evento me pareceu bem organizado e sem maiores problemas, tinha até um estande vendendo sedas, isqueiros e outros produtos para os apreciadores de cigarros feitos à mão.

Começou com um pequeno campeonato de mini ramp patrocinado pela Over Street e Fun House Skate Shop. Tocou a recifense N’zambe ainda com pouco público e pouca animação, mas vi uma rapaziada acendendo uma vela daquelas que eu não via há tempos. Depois foi a vez cantora Dezarie das Ilhas virgens, um show elegantíssimo e surpreendente. A brasiliense Rupestre tocou seu reggae de branquelo com influência de Charlie Brown Jr.

A atração mais aguardada era a The Original Wailers, que conta em sua formação com os jamaicanos Al Anderson e Junior Marvin, guitarristas e vocalistas que tocaram com Bob nos últimos anos de sua vida. Na hora de apresentar a banda, um cara do Sindicato do Reggae manda: “E com vocês Wailers Band!”. Junior Marvin corre ao microfone para concertar a mancada: “We’re The Original Wailers!”. O desconforto foi gerado pela existência de outra banda The Wailers que continua em atividade. Quando os “originais” deram o start, só clássicos do Bob Marley lindamente executados. Todo mundo cantando e aquele fumacê histórico durante as duas horas de apresentação.

Quando terminou, esperei o povo ir saindo e tive a brilhante idéia de tentar entrar no backstage no melhor estilo “Impostor do Pânico”. Primeiro passei pelo segurança que cuidava da mini ramp. O segredo é ser confiante e não dar conversa. O último obstáculo foi a que separava o palco. Quando eu estava chegando, um cara estava argumentando alguma coisa com os seguranças, conseguiu entrar e passei junto, deixando outros que foram barrados de cara. Entendi que o cara só queria beber água no bebedouro que tem no corredor e eu fui adiante. Entrei no backstage, mas o único que estava lá era Al Anderson. Apertei sua mão e disse simplesmente: “thanks!”, ele sorriu. Quando eu ia tentar localizar outra figura, um segurança apareceu me pedindo educadamente que eu me retirasse. Nem argumentei e peguei o ruma da roça com a missão cumprida.

DE LEVE É 100%

maio 7, 2009

capa-large1

De Leve não faz rap para Rappers, faz rap para qualquer um. Largado, de bermuda e chinelo, dando rolê de camelinho por Niterói, De Leve vai arrebanho público desde os tempos do coletivo Quinto Andar. Mês passado, o cara baixou em Brasília para incrementar a festa Fun Farra, mó galera já tinha as letras na ponta da língua, principalmente o clássico “A Lenda”. O novo CD “De Love” vem de preza, encartado na revista CEMPORCENTO SKATE desse mês por módicos R$6,90. Na revista, além de fotos chocantes de sessions de skate, boas matérias e entrevista com o cantor debochado. Corre na banca que periga acabar rapidinho.

Pra saber mais: http://dicamelim.blogspot.com/                           http://www.myspace.com/deleve

QUEBRANDO A BANCA

maio 4, 2009

 

Quebraqueixo clicado pelo Berma. Ele apertou o timer e correu pra aparecer na foto. Ruínas do Conic ao entardecer (2008).

Quebraqueixo clicado pelo Berma. Ele apertou o timer e correu pra aparecer na foto. Ruínas do Conic ao entardecer (2008).

Agora vai! Finalmente saiu o dindim do FAC 2008 pro Quebraqueixo gravar o 2° CD. A gravações começam ainda este semestre e lançaremos o bagulho antes do especial de fim de ano do Roberto Carlos. Barulho garantido! Ouça: http://www.myspace.com/quebraqueixocoroa-br1