ESFOLANDO O FERROCK

maio 19, 2010

Nos dias 15 e 16 de maio de 2010, o Festival Ferrock comemorou 25 anos de atuação revolucionária pela cultura do Distrito Federal. Tive a honra de fazer parte desse evento me apresentando com o Quebraqueixo na tarde de sábado.

 A praça da Administração da Ceilândia demorou para encher na noite de sábado. E ainda que o ingresso simbólico fosse de apenas 2 kilos de alimento, houve que preferisse ficar do lado de fora. A grande atração dessa noite foi o lendário blues man americano Johnny Winter. No backstage, encontrei com o amigo Fred Casquilas (ex-guitarrista do Restless) que é da equipe de roadies que acompanhava a turnê do músico no Brasil, preocupado com a escada que leva ao palco. Disse que Winter teria dificuldades em subir os degraus, pois tem a saúde debilitada e problemas de visão. Mesmo assim, Winter fez uma apresentação histórica com sua afiada banda de apoio. Tirei fotos e filmei o show bem de longe, já que não consegui entrar na área reservada em frente ao palco, apesar de estar credenciado.

O domingo estava reservado para as bandas de som brutal e público metaleiro compareceu em peso. Temi pela frágil saúde de Felipe CDC, que a qualquer momento podia ter um troço devido a emoção em dividir o palco com seus ídolos. Não vi nenhuma atração local, pois cheguei na hora em que o Suffocation (penúltima banda) iria se apresentar. Por sorte, reciclei a pulseirinha do dia anterior e pude assistir o show na área reservada. O death metal desses americanos é bastante competente e empolgou o público apreciador do gênero.

Enquanto os roadies preparavam o palco para o Napalm Death, fui perambular no backstage. Lá trombei com o Shane Embury, baixista da banda. Pra variar, tirei umas fotos com o cara segurando o gibi do Quebraqueixo. Depois de filmar os caras subindo no palco, corri para assistir ao brutal espetáculo. Só tenho a dizer que foi muito, muito escroto mesmo ver o Napalm Death tocando assim tão de perto.

Quero dar os parabéns para a produção do evento e dizer que estamos na expectativa de que a edição de 2011 seja ainda melhor do que a desse ano.

Anúncios

5 Respostas to “ESFOLANDO O FERROCK”

  1. Adalberto da Costa said

    Muito bacana.
    Cara, manda a sua resenha para o Marcos Pinheiro colocar no site do Cult 22, porque lá não saiu nada deste grande e histórico show.
    Abraços.

  2. esfolando said

    Essa resenha também está no site Rock Brasília. Quem quiser, é so copiar e colar!

  3. vidal neto said

    Editar perfil

    Editar perfil
    URL do OpenID:

    queria para galera do Ferrock pela produção e organização do show sou o vidal neto, estava com a galera que recebi do Piauí e meu filho de 11 anos adoramos os shows , gostaria incarecidamente de adquirir uma ou duas camisas do festival que estava demais, quase tomo do tradutor que foi buscar os caras no aeroporto rsss.., quero comprar como faço?? parabéns pela resenha esfolando …

  4. Moab Cavalcanti said

    Fiquei puta de não ter ido ao Ferrock.
    Tambem não vou ao Bananada.
    Esta foda mas agora que estou me recuperando não posso abandonar o tratamento. Tenho que continuar no caldo de galinha por mais um tempo.
    Manda mais testos dos shows p/ eu pelo menos matar a curiosidade de como foi. O Blog esta muito bom, Ferrrock, Varukers e os quadrinhos bizarros desse povo tosco daqui estão muito foda. Agora vc esta doido de ir no Living Colors ? Aquilo é uma bosta rála e mais catinguenta que a minha. Um abraço e nôs veremos em breve meu amigo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: