ESFOLANDO O MARKY RAMONE

novembro 6, 2010

Ser um Ramone não deve ser uma tarefa muito fácil e é por isso que entendo quando um cara da importância de Marky Ramone não queira bancar o sujeito amistoso que todo fã gostaria que ele fosse. A equipe do Esfolando Weblog (eu e minha camerazinha fuleira) chegou às 16h no Arena para averiguar a passagem de som do Marky Ramone´s Blitzkrieg. Eu, Frango, Alf, O pessoal da UnBTV ficamos trocando idéia enquanto esperávamos a chegada da banda. Eram quase 18h quando a van chegou trazendo a tripulação de roqueiros. Marky saiu do veículo já meio que desviando das pessoas, evitando contato visual e físico e indo direto pra bateria, confirmando sua fama de anti-social. O resto da equipe ficou espalhada no local. Totors e o pessoal da UnBTV aproveitaram pra tirar umas fotos com o simpático e sempre sorridente Michale Graves. Colei junto feito papagaio de pirata pra sair na foto com o ex- vocalista do Misfits. Pra manter a tradição, dei um gibi do Quebraqueixo e pedi que ele autografasse o CD “Cuts from the cripyt”.

 

 

 

 

Fui tirar umas fotos do Marky meio de longe, já que a figura dele é intimidadora. Pelo olhar que ele me dirigia, percebi que ele não estava curtindo muito. Mais pra frete, ele pediu pro roadie que eu parasse de filmar e fotografar, tipo o Marky Ramone falou comigo, foi por intermédio de outra pessoa, mas falou comigo. Na verdade, eu é que estava errado e deveria ter pedido antes de fotografá-lo. Quando a passagem de som realmente começou, Alf me perguntou se eu sabia quem tinha uma viola pro Michale tocar umas músicas do Misfits no esquema acústico. Liguei pro Herman, baixista do Quebraqueixo, e por algumas cortesias, ele emprestou o violão. Fiz esse role de ir pegar o instrumento e perdi toda a passagem de som que rolou.

 

 

 

Pouco mais de uma da manhã, Marky e seus companheiros de banda sobem ao palco. Ele cumprimentou os fãs do gargarejo e animou as quase 500 pessoas do local, tirando todo o ranço que poderia existir. O baixista contou até quatro em inglês e começou um desfile de hits “ramonisticos” que durou quase duas horas. Teve a pausa pro acústico do Graves e mais dois bis programados. Showzaço! Principalmente porque Michale Graves canta pra caralho e interpreta as músicas do seu jeito, sem tentar imitar o Joey. E o que dizer do Marky? O cara é um Ramone vivo e ele não precisa de mais nenhum outro adjetivo.

Anúncios

5 Respostas to “ESFOLANDO O MARKY RAMONE”

  1. E aí, Evandro, não conseguiu uma foto do Marky sem peruca?

  2. Marcus Pádula said

    Olá! Meu nome é Marcus, moro em São Paulo e sou colecionador de itens dos Ramones.

    Vc por acaso teria um flyer ou poster desse show do Marky em Brasília? (Ou dos shows passados do CJ Ramones)

    Se tiver, teria como gentilmente enviar-me um pro correio?

    Desde já agradeço! Abraços!

  3. alan vinicius said

    boa noite meu nome e alan sou eu q estou segurando o set list ai na foto,gostaria de saber se voce tem outra foto minha se vc tiver tem a possibilidade de manda para meu email?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: