Carlos Eduardo Miranda já tem o ROCK vs. COMICS!

MIRANDA web VS.

… e exatamente um mês após o evento, venho postar a resenha do Festival Abril Pro Rock e o lançamento do ROCK vs. COMICS em Maceió.

pina2web

Pouco antes de mandar o ROCK vs. COMICS pra gráfica, bolei uma agenda de lançamentos que incluíam shows e festivais entre fevereiro e abril. Deu quase tudo certo, nesses dois meses, além de três lançamentos em Brasília, eu passei por Curitiba, São Paulo e terminei essa fase com uma mini tour por Recife e Maceió.

2cameloweb

Eu e a Karla partimos na sexta-feira, dia 19 de abril rumo a Recife. Depois de um descanso no hotel, nos fomos para o Chevrolet Hall às 17h. Tínhamos que chegar cedo pra arrumar um lugar para o estande onde venderíamos minhas muambas e o “merchanda” do DFC. Uma chuva sacana nos pegou quando estávamos chegando. Essa mesma chuva pegou parte do público desprevenido. Costuma vir sempre menos gente no primeiro dia do festival, que é dedicado a atrações “leves”. No auge do evento, cerca de 1/3 do local estava ocupado.

1television web

Como eu estava na função, nem fiquei prestando atenção nos shows. O único que eu fui ver mais de perto foi a americana Television. Vi duas músicas e achei muito devagar. As vendas não foram muito boas, o que já era esperado pela quantidade e tipo de público. Voltamos de carona com os amigos Anderson Nakara e Gabbie.

pina1web

No sábado Anderson e Gabbie nos levaram pra almoçar e depois passeamos numa espécie de quebra-mar no bairro de Brasília Teimosa cheia de esculturas do ceramista Francisco Brennand. Às 18h, fomos pro hotel onde as bandas do evento ficam hospedadas e pegamos a van junto com o DFC. Já tinha gente esperando pra comprar a mercadoria da banda brasiliense. Em menos de duas horas vendemos tudo o que o Túlio tinha trazido (30 camisetas, 20 bonés e 20 garafas de pinga). O show deles foi considerado por muitos, o melhor do dia, talvez do festival inteiro. Já tinha visto mais de 100 shows deles nesses 20 anos de banda, nem dei bola, mas quando fui espiar um pouco do show, fiquei impressionado pelas grandes rodas de pogo e animação do público.

DK1web

Como tinha vendido tudo da banda e feito boas vendas dos meus livros e gibis, resolvi encerrar o expediente e apreciar o festival. Chegando a hora do Dead Kennedys tocar, fomos nos posicionando perto do palco. Eu tinha ressalvas, pois não sabíamos qual seria a reação do público. Senti um arrepio vendo os veteranos East Bay Ray, Klaus Flouride e DH Peligro subirem no palco. Logo depois entra o vocalista Skip, o substituto do insubstituível Jello Biafra. O DK é minha banda preferida, então a expectativa era enorme. Tem gente que diz que DK sem Jello não é DK. Preferi manter minha mente aberta e tirar minhas próprias conclusões. Skip é um cara esforçado, canta bem, tem boa performance e não tenta imitar o antigo vocalista. Logo na primeira música, vejo alguns cuspes acertando o alvo, mas ele nem se abala e mantém uma postura confiante. É foda ser julgado pelos fãs menos flexíveis, mas acho que ele se saiu bem. Percebi que a banda deu umas catadas, talvez falta de ensaio ou um pouco enferrujados. Não importa, gostei pra caralho!

Abaixo, o video de Holiday in Cambodia finalizando o show. No fim do video, vejo Skip saindo pela lateral, vou lá e falo com ele e dou um tapinha em seu ombro.

http://www.youtube.com/watch?v=b69sfxWvhpw&list=UU9XPW-BnSioRD8h8913tNlA&index=1

 

MCZ1web

No dia seguinte, eu e Karla pegamos um ônibus pra Maceió. Parece que trouxemos a chuva conosco. Quase não pegamos praia, mas foi bacana assim mesmo. Na terça-feira, fiz um lançamento do Rock vs. Comics no REX JAZZ BAR com a ajuda dos amigos Carlos PXT (Banda Varial), do Buzugo (Sirva-se) e da Renata Menezes. Apesar da chuva, apareceu uma galera simpática, atenciosa e interessada. Fiz boas vendas e boas amizades. Na quinta-feira, dia 25 voltamos pra Brasília.

MCZ2web

Próxima parada: show do Paul McCartney em Goiânia.

ESFOLANDO O NORDESTE

abril 27, 2013

529077_479469435453306_735669776_n
Já voltei da mini tour de lançamentos do ROCK vs. COMICS no nordeste. Uma semana intensa que começou em Recife durante os dois dias do Festival Abril Pro Rock onde finalmente pude ver um show do Dead Kennedys. Também vi a consagração do hardcore brasiliense nas mãos do DFC, quem estava lá sabe do quê estou falando. Depois parti pra Maceió, onde fiz um lançamento bacana, graças ao apoio firmeza do pessoal da Sirva-se Cultura Alternativa, Carlos Peixoto, Casa Do Yuri e mais um monte de gente legal que apareceu lá. Depois conto tudo como foi! Gracias!
733802_460171327391493_288043645_n

TÁ TODO MUNDO CONVIDADO!

1 flyer frente cor WEB

ESFOLANDO OS ESCRITORES

julho 25, 2012

Hoje é dia do escritor! Acabei de me lembrar da emoção que foi lançar, no fim de 2005, o livro “Esfolando Ouvidos – Memórias do Hardcore em Brasília”. Apesar de não ser uma grande obra literária (nunca foi a intenção), esse livro me deu grandes alegrias, por causa dele fiz muitos amigos (e um merreca de desafetos) e conheci muitos lugares bacanas. Quase sete anos depois, o livro ainda causa surpresas em quem o descobre. Parabéns aos amigos de ofício e obrigado aos leitores que nos fazem seguir em frente!

PUNK VS METAL

agosto 18, 2011

Esses dias, eu fiz compras de artigos de primeira necessidade, como livros, DVDs e toys. Só depois eu me dei conta de que houve um certo equilibrio entre o punk rock e o metal nos produtos adquiridos.

DVDs:

 The Big 4: Tudo nesse video é grandioso: o estádio, o público, a produção e as bandas. É tudo tão hiper, que as vezes cansa. O show do Anthrax é foda, o do Slayer é pura maldade, o do Metallica é sempre bom (a troca de guitarras em cada música é muito exibicionismo). Eu até assisti o Megadeht, mas não consigo gostar da banda.

 

 

 

 

 

Sex Pistols – There’ll Always Be An England. Eu gostei muito mais desse DVD do que do The Big 4. Esse show dos velhos punks foi gravado em 2007, na Brixton Academy, celebrando o 30° aniversario do “Never Mind The Bollocks”. O tradicional teatro estava lotado com uns 5 mil punks de todas as idades. Poucos elementos cénicos e muita energia da banda. Destaque pros extras, onde os integrantes passeiam por Londres, mostrando os lugares da infância e onde rolaram as primeiras gigs dos Pistols.

 

 

 

Livros:

Hey Ho Lets Go – A História dos Ramones. Um calhamaço divertidíssimo de quase 500 pgs sobre o Ramones. Não cheguei nem na metade, mas vai por mim, o livro é muito bom.

 

 

 

 

 

 

Eu Sou Ozzy – Ozzy Osbourne: Comecei a ler esse livro em uma livraria, dias antes do autor fazer seu show em Brasília. Confesso que fiquei surpreso com a qualidade literária do cantor. Só consegui parar de ler no fim do primeiro capítulo (que tem umas 70 pgs.), mas só fui comprar bem depois. Só irei recomeçar a ler depois de terminar o livro do Ramones.

 

 

 

 

 

Toys:

 

 

 

 

 

 

 

 

Não tem nem o que falar, o boblehead do Joey e a action figure do Lemmy ficam bem em qualquer estante.

SHOPPING ESFOLANDO

dezembro 8, 2010

De olho no seu 13º salário, o Esfolando Empreendimentos oferece mais um ganancioso serviço. Finalmente está disponível a loja virtual do Esfolando Weblog, com produtos de primeira necessidade. É só clicar na “LOJA ESFOLANDO”, que o mundo maravilhoso do capitalismo se abrirá diante de seus olhos. Por enquanto, estão à venda apenas os “besti celas”, mais pra frente estarão disponíveis mais livros, gibis, CDs e camisetas. Deixe de ser muquirana e ajude o Esfolando a ficar rico! Peça agora pro papai e pra mamãe, esses incríveis produtos! Se é Esfolando, você pode confiar!

ROQUEIRO LITERÁRIO

maio 23, 2009

Roqueiro literário é o título do post que o amigo Fábio “Frajola” fez comigo para o blog “Notícias de Fato”. Respondi a algumas perguntas sobre Hardcore e literatura para esse interessante blog feito por estudantes de jornalismo. Quem quiser saber mais, entre no http://noticiasdefato.wordpress.com/

POESIA PICHADA

maio 21, 2009

Eu e Nicolas Behr clicado por Ivaldo Cavalcante
Eu e Nicolas Behr clicado por Ivaldo Cavalcante

Estive no lançamento do livro “Beija-me” do poeta multimídia Nicolas Behr. O livro em questão é quase um álbum de retratos do fim dos anos 70 e começo dos 80, de uma Brasília que não existe mais. São fotos de poesias e palavras de ordem pichadas nas paredes da capital e retratos dos jovens da época. Na verdade, eu queria conhecer mais a obra do poeta e na hora de comprar, acabei optando pelo livro “Poesília”, que são poemas sobre a Braxília, como o autor gosta de se chamar a cidade. Quando fui pegar a dedicatória, mostrei o livro “Esfolando Ouvidos”. Na hora, Nicolas propôs que fizéssemos uma troca de livros, pois ele tem uma biblioteca com mais de 400 livros sobre Brasília. Aceitei e levei o “Beija-me” para casa. Só ontem, peguei os dois livros com calma e me surpreendi com ambos. Vale a pena conhecer mais sobre o poeta no http://www.nicolasbehr.com.br .

MUTARELLI NA INTERNET

janeiro 25, 2009

Autoretrato de Lourenço Mutarelli

Autoretrato de Lourenço Mutarelli

Esses dias eu estava procurando umas notícias do Lourenço Mutarelli na internet. Achei bastante coisa no You Tube: entrevistas, animações e participações dele como ator. No Google, achei um blog, coisa estranha, pois ele mesmo admite não gostar de internet. Fui olhar e descobri que se tratava do projeto Amores Expressos, onde escritores viajam para uma cidade para escrever um livro de amor. Mutarelli foi para Nova Iorque e dá seu parecer sobre a cidade entre setembro e outubro de 2007. Apesar de ser antigo, vale a pena dar um confere no http://blogdolourencomutarelli.blogspot.com/